Inauguração da segunda Casa da Mulher Brasileira reforça política pública de integração da rede

884
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

(Portal Compromisso e Atitude, 03/06/2015) A inauguração da segunda unidade da Casa da Mulher Brasileira em Brasília nesta terça-feira, 2 de junho, marca, segundo a ministra da Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República, Eleonora Menicucci, a continuidade da política pública de integração, universalização e humanização do atendimento às mulheres em situação de violência lançada em 2013, o Programa Mulher, Viver sem Violência.

A expectativa da pasta é ter unidades da Casa instaladas em cada uma das 27 capitais brasileiras até 2018. Além das unidades que estão em funcionamento em Campo Grande e Brasília, as tratativas nos outros Estados seguem em andamento e a construção das unidades encontra-se em diferentes estágios entre as etapas que precedem a inauguração. Segundo a ministra, neste ano ainda devem ser inauguradas as Casas de São Luís, Fortaleza, Curitiba e São Paulo, além de ser iniciadas as obras em Boa Vista, Roraima, Belém, Vitória e Salvador.

Leia também:
Dilma: Casa da Mulher é proteção contra violência em uma sociedade marcada pelo patriarcalismo
Casa veio para libertar as mulheres do ciclo da violência, afirma Menicucci
Cobertura: Casa da Mulher Brasileira de Brasília é inaugurada nesta terça-feira

Leia a íntegra no Portal Compromisso e Atitude: Inauguração da segunda Casa da Mulher Brasileira reforça política pública de integração da rede

Compartilhar: