Parlamento grego aprova união civil de pessoas do mesmo sexo

871
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

(G1, 23/12/2015) Texto amplia direitos à previdência, mas não prevê o direito de adoção. Anistia Internacional celebrou a aprovação como um “passo histórico”.

O Parlamento grego aprovou na noite desta terça-feira uma lei que permite a união civil entre pessoas do mesmo sexo, apesar da oposição da influente igreja ortodoxa do país.

A lei foi aprovada por 193 deputados dos 249 presentes no Parlamento. “Este é um dia importante para os direitos humanos”, celebrou o primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras.

Líder do partido de esquerda Syriza, Tsipras destacou que a lei concede aos parceiros homossexuais os mesmos direitos “na vida e na morte”, acabando com um “atraso” e uma situação “vergonhosa para a Grécia”.

Além de abrir o pacto de união livre aos homossexuais, o texto amplia os direitos dos cônjuges em matéria fiscal e de previdência, com um status equivalente aos casais heterossexuais, mas não prevê o direito de adoção.

A Anistia Internacional celebrou a aprovação como um “passo histórico”, mas denunciou que as lésbicas, homossexuais, bissexuais e transgêneros seguem sendo discriminados no país.

Acesse no site de origem: Parlamento grego aprova união civil de pessoas do mesmo sexo (G1, 23/12/2015)

Compartilhar: