Transexual morta em 2000 tem nome social registrado em seu túmulo em SP

Compartilhar:
image_pdfPDF

A transexual Andrea de Mayo, morta em maio de 2000, teve o nome social registrado em seu túmulo neste mês, 16 anos após seu sepultamento. Até então, o jazigo no Cemitério da Consolação tinha apenas seu nome de batismo, Ernani dos Santos Moreira Filho.

(Folha de S.Paulo, 24/11/2016 – acesse no site de origem)

REPARAÇÃO 2

A iniciativa foi do Serviço Funerário Municipal, após ser informado pelo professor Renato Cymbalista, da USP, que Andrea estava enterrada no local. O órgão então localizou o dono do túmulo: um amigo de Andrea. Seu pai não quis enterrá-la.

Mônica Bergamo

Compartilhar: