Mais de 24 mil mulheres vítimas de violência foram atendidas em São Paulo em 2020, diz prefeitura

Compartilhar:
image_pdfPDF

Número está no balanço mais recente da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania. Relatório mostra também que, de janeiro a julho de 2020, cidade registrou 101 casos de feminicídio (12% a mais que no mermo período do ano anterior), recorde da série histórica iniciada em 2016.

(G1 |12/01/2021 | Por Carolina Ianelli)

Em 2020, 24.113 mulheres foram atendidas nos 12 equipamentos que compõem a rede de proteção às mulheres vítimas de violência da Prefeitura de São Paulo, aponta o balanço mais recente feito pela Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania.

Além disso, entre janeiro e julho de 2020, as ocorrências de feminicídio na capital atingiram a marca de 101 casos, 12% a mais do que os 90 registros do mesmo período em 2019. É o maior número da série histórica, iniciada em 2016. Desses casos, 85% têm autoria conhecida.

Acesse a matéria completa no site de origem.

Compartilhar: