Mapa da Violência 2015: Políticas de prevenção e de enfrentamento à cultura de violência são essenciais para diminuir feminicídios no país

1394
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

(Portal Compromisso e Atitude, 11/11/2015) Dos 4.762 homicídios de mulheres registrados em 2013, 50,3% foram cometidos por familiares, sendo a maioria desses crimes (33,2%) cometidos por parceiros ou ex-parceiros. Isso significa que a cada sete feminicídios, quatro foram praticados por pessoas que tiveram ou tinham relações íntimas de afeto com a mulher. A estimativa feita pelo Mapa da Violência 2015: homicídio de mulheres no Brasil, com base em dados de 2013 do Ministério da Saúde, alerta para o fato de ser a violência doméstica e familiar a principal forma de violência letal praticada contra as mulheres no Brasil.

Leia também:
Diretora do Instituto Patrícia Galvão comenta números do Mapa da Violência 2015 (Hoje em Dia, 10/11/2015)
Deputadas e senadoras discutem ações para combater violência contra as mulheres (Câmara dos Deputados, 11/11/2015)
Viva Maria: Violência contra mulheres negras evidencia racismo (Radioagência Nacional, 10/11/2015)
Feminicídio de mulheres negras evidencia sobreposição da violência de gênero e do racismo
Mapa da Violência: mídia aborda assassinatos de mulheres nos estados
Brasil é 5º país com maior taxa de homicídio de mulheres. Confira repercussão dos números do Mapa da Violência 2015

Acesse a íntegra no Portal Compromisso e Atitude: Mapa da Violência 2015: Políticas de prevenção e de enfrentamento à cultura de violência são essenciais para diminuir feminicídios no país (Portal Compromisso e Atitude, 11/11/2015)

Compartilhar: