20/01/2012 – Dezenas fazem protesto contra BBB na Globo

536
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

manifxglobo_nrodrigues_ae(Band.com) Após suposto caso de estupro no programa, grupos se reúnem para questionar postura da emissora

Dezenas de pessoas se reuniram, na tarde desta sexta-feira, para protestar em frente à emissora Rede Globo, no Brooklin, na zona sul de São Paulo, contra o reality BBB (Big Brother Brasil). A Polícia Militar acompanha a manifestação.

Segundo os manifestantes, o objetivo da manifestação é questionar a postura da emissora diante da suspeita de estupro no programa, além de protestar contra todas as formas de violência contra a mulher.

 

Comissão de Direitos Humanos questiona Globo

Daniel vai parar nos telejornais da Globo

O ato foi promovido pela Frentex (Frente Paulista pelo Direito à Comunicação e Liberdade de Expressão), a Rede Mulher e Mídia e o FNDC (Fórum Nacional pela Democratização na Comunicação).

O Portal da Band procurou a emissora que afirmou que ainda analisa o protesto antes de encaminhar uma posição.

Acesse em pdf: Dezenas fazem protesto contra BBB na Globo (Band.com – 20/01/2012)


(R7 Notícias, com Agência Estado) Justificativa do ato foi a “postura da emissora diante da suspeita de estupro” vista na TV

Três entidades mobilizaram amigos e simpatizantes pelo Facebook e armaram um protesto em frente à Rede Globo, em São Paulo, nesta sexta-feira (20).

A Frente Paulista pelo Direito à Comunicação e Liberdade de Expressão (Frentex), a Rede Mulher e Mídia e o Fórum Nacional pela Democratização na Comunicação (FNDC) se reuniram com faixas e cartazes para lutar contra “a postura da emissora diante da suspeita de estupro no programa Big Brother Brasil 12, e contra todas as formas de violência contra a mulher”.

Rede Globo x Suspeita de Estupro

Daniel Echaniz, um dos participantes do Big Brother Brasil, foi expulso do reality show no início desta semana após a suspeita de que ele teria abusado da confinada Monique, enquanto ela dormia, dentro da casa do programa.

Monique, em depoimento à polícia, já disse que não houve estupro e que tudo o que aconteceu debaixo dos edredons do BBB – e que foi visto pelo público no pay per view do reality show – foi consensual.

De qualquer forma, como Monique estaria dormindo no momento da agressão, além de bastante alcoolizada, as investigações continuam. Esse tipo de violência, estupro de alguém dormindo e/ou sedado (incapaz de se defender), é considerado hediondo.

As investigações devem continuar independente do depoimento da vítima.

Acesse em pdf: Entidades se organizam e fazem protesto em frente à Rede Globo em São Paulo (R7 Notícias – 20/01/2012)

Leia também:
23/01/2012 – Movimento faz ato pela Resposabilização da TV Globo e aciona MPF no caso BBB
22/01/2012 – BBB12: Imprensa e sociedade debatem limites do reality show

Compartilhar: