30/09/2010 – Pimenta Neves é condenado a indenizar os pais da mulher que ele matou (JN)

461
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

(Jornal Nacional/O Estado de S. Paulo) Por unanimidade, o Tribunal de Justiça de São Paulo condenou o jornalista Antônio Pimenta Neves a indenizar os pais da também jornalista Sandra Gomide, que ele assassinou há dez anos.

Os advogados de João Florentino Gomide e Leonilda Paziam Florentinoo alegaram que o casal ficou doente após a morte da filha e que a jornalista ajudava nas despesas da casa e sua morte deixou a família em dificuldade financeira. A defesa de Pimenta Neves argumentou que ele também é vítima -porque sofreu abalo psicológico e teve sua vida e imagem atacadas – e que ele não teria de pagar uma indenização porque a dor não pode ser mensurada economicamente.

O valor da indenização foi definido em R$ 220 mil. Acrescido de juros e correção monetária, o valor pode chegar a mais de R$ 400 mil. 

O advogado de Pimenta Neves, José Alves de Brito Filho, disse que vai recorrer ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), sob a alegação de que o jornalista sobrevive com aposentadorias que rendem R$ 2,8 mil mensais e o valor determinado pela Justiça de São Paulo configura “enriquecimento ilícito” para a família da jornalista.

“Ele foi rico, mas hoje está aposentado. Vive de aposentadoria do INSS e do Banco Mundial, além de um fundo de pensão do Estado, onde trabalhou. É praticamente impossível pagar essa indenização”, disse.

Réu confesso, Pimenta Neves foi condenado pelo assassinato, mas recorreu e continua em liberdade.

Assista no site do Jornal Nacional e acesse o texto: Pimenta Neves é condenado a indenizar os pais da mulher que ele matou (Jornal Nacional – 30/09/2010)

Saiba mais:
Pimenta Neves é condenado em R$ 400 mil pelo TJ-SP (Consultor Jurídico – 30/09/2010)
TJ condena Pimenta Neves a indenizar a família Gomide (O Estado de S. Paulo – 01/10/2010)

Compartilhar: