Tinder se posiciona com relação ao caso de estupro divulgado em Marie Claire

318
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

Empresa diz estar “profundamente triste” com história da advogada violentada por um homem que conheceu pelo aplicativo de relacionamento

(Marie Claire, 28/09/2017 – acesse no site de origem)

A repercussão do caso divulgado ontem, dia 27/09, foi estrondosa e viralizou nas redes sociais. Trata-se da história da advogada Ana Lucia Keunecke, violentada por um homem que conheceu via Tinder, um aplicativo de paquera para celular (clique e leia a história na íntegra).

Na tarde de hoje, a equipe da empresa entrou em contato com Marie Claire, se posicionando:

Estamos profundamente tristes com esta notícia, e nossos pensamentos estão com a vítima. Pessoas mal-intencionadas existem em restaurantes, livrarias, nas redes e nos aplicativos sociais. Embora a grande maioria dos nossos usuários tenha boas experiências em nosso aplicativo, não somos imunes a malfeitores.

Encorajamos que o usuário que tenha sido vítima de crime reporte o caso para as autoridades locais. Iremos cooperar com as autoridades no que for preciso para auxiliar nas investigações. Além disso, recomendamos aos nossos usuários que conheçam nossas dicas de segurança, disponíveis online e no aplicativo, e denunciem qualquer atividade suspeita no próprio app ou pelo e-mail [email protected]

Compartilhar: