Violência doméstica atinge mais mulheres entre 31 e 40 anos, com filhos

681
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

Um levantamento feito a partir da análise de 111 processos do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro traçou o perfil das vítimas de violência doméstica e familiar. Segundo a pesquisa, a maioria está na faixa etária dos 31 aos 40 anos, é mãe e vive com os filhos.

(Radioagência Nacional, 17/12/2016 – acesse no site de origem)

O objetivo do levantamento, realizado pelo Núcleo de Pesquisa em Gênero, Raça e Etnia, da Escola da Magistratura do Estado do Rio de Janeiro, é refletir sobre a aplicação da Lei Maria da Penha, por meio de medidas desenvolvidas pelo “Projeto Violeta”.

Idealizado pelo Tribunal, o projeto oferece mecanismos de prevenção e punição para a violência doméstica e familiar contra a mulher, além de acelerar o acesso à Justiça daquelas que estão com sua integridade física e, até mesmo, com a vida em risco.

Os dados foram divulgados nesta quinta-feira. Para a juíza auxiliar Adriana Ramos de Mello, os dados apontam para um resultado positivo do exercício do projeto. Ainda segundo ela, a análise do resultado servirá também para um aprimoramento do atendimento das vítimas pelo programa.

O Nupegre realizou o levantamento entre junho e setembro deste ano. A fonte para mapeamento das informações foram 111 processos de violência doméstica, datados de 2015, em tramitação no I Juizado de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher, localizado Fórum Central.

Um dos principais dados obtidos é a constatação de que a violência de gênero incide sobre todas as classes sociais e em todas as faixas etárias, mas, entre 31 e 40 anos, encontra-se a maior porcentagem das vítimas: 29%.

Lígia Souto

Compartilhar: