ONU: Estado Islâmico mantém cerca de 3.500 escravos, entre mulheres e crianças, no Iraque

911
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

(Opera Mundi, 19/01/2015) Segundo relatório das Nações Unidas, detidos vêm da comunidade Yazidi, mas alguns são também de outras comunidades étnicas e religiosas minoritária

Ao menos 3.500 pessoas, entre mulheres e crianças, estão sendo mantidas como escravas no Iraque por militantes do EI (Estado Islâmico), anunciou a ONU (Organização das Nações Unidas) nesta terça-feira (19/01).

Segundo o mais recente levantamento da Missão de Assistência da ONU para o Iraque, a organização extremista sunita teria 3.500 pessoas “atualmente mantidas sob escravidão” pelo EI.

“Aqueles que estão detidos são predominantemente mulheres e crianças, e vêm principalmente da comunidade Yazidi, mas alguns são também de outras comunidades étnicas e religiosas minoritárias”, disse o relatório conjunto divulgado em Genebra e citado pela Reuters.

Acesse no site de origem: ONU: Estado Islâmico mantém cerca de 3.500 escravos, entre mulheres e crianças, no Iraque (Opera Mundi, 19/01/2016)

Compartilhar: