Primeira Marcha das Vadias de 2017 protesta contra feminicídio. Veja vídeo

Compartilhar:
image_pdfPDF

A sétima edição e primeira de 2007 da “Marcha das Vadias de Curitiba” acontece na manhã deste sábado (7), na Boca Maldita, no centro da capital paranaense. O tema deste ano é o combate à violência contra a mulher e o feminicídio. O ato, chamado de “Nem uma a menos” foi marcado após a chacina registrada em Campinas, em São Paulo, na virada do ano. A chacina, que deixou 13 mortos, foi motivada pelo ódio às mulheres.

(Bem Paraná, 07/01/2017 – acesse o site de origem)

Em sua carta em que explicava o ato, o atirador falou que queria matar o maior número de “vadias” possível. Além da homenagem às vítimas do atirador de Campinas, o evento lembrará todas as mulheres que já foram vítimas da misoginia em 2017. As participantes levaram recortes de notícias de feminicídios e fazem um grande mural.


(foto: Geraldo Bubuniak)

O protesto está marcado para as onze horas da manhã e é organizado em conjunto por várias organizações e movimentos sociais, entre eles a União Brasileira de Mulheres, a Marcha das Vadias e a Marcha Mundial de Mulheres.


(foto: Geraldo Bubuniak)

Compartilhar: