Comissão da Câmara lança campanha “Fim de Jogo para o Racismo”

1488
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

(Câmara Notícias, 14/05/2014) Foi lançada nesta quarta-feira na Câmara dos Deputados a campanha “Fim de Jogo para o Racismo”. No evento, o deputado Damião Feliciano (PDT-PB) incentivou os árbitros de futebol a suspenderem as partidas de futebol, assim que identificarem situações de racismo em campo.

A campanha pretende conscientizar a sociedade, profissionais e pessoas envolvidas com esporte sobre as atitudes de racismo praticadas contra atletas e profissionais durante eventos esportivos, destacando que o racismo é crime inafiançável e imprescritível, e a qualquer um é dado o exercício da prisão em flagrante.

A campanha, segundo Damião Feliciano, seria uma tentativa de coibir a ocorrência desse tipo de crime que é definido em lei (7.716/89) e prevê reclusão de um a três anos, mais multa para quem praticar, induzir ou incitar a discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência.

A campanha “Fim de Jogo para o Racismo” foi idealizada pela Comissão de Esporte e produzida por servidores da própria Câmara, com custo zero para a Casa. O material será divulgado na internet e demais veículos de comunicação da Câmara e também será disponibilizado para as TVs e rádios legislativas e emissoras privadas.

O parlamentar lembrou que, recentemente, casos de racismo envolveram atletas brasileiros. No último dia 27, durante partida do campeonato espanhol, um torcedor do Villarreal arremessou uma banana contra o lateral-direito do Barcelona Daniel Alves. Em resposta, o brasileiro comeu a fruta em campo, antes de cobrar um escanteio, gerando milhares de mensagens de solidariedade nas redes sociais.

Em fevereiro, o volante Tinga foi hostilizado por torcedores do Real Garcilaso, do Peru, no jogo de estreia do Cruzeiro na Taça Libertadores da América. Um mês depois, o jogador Arouca, do Santos, foi chamado de “macacão” por torcedores durante partida contra o Mogi Mirim pelo campeonato paulista.

Para o deputado Damião Feliciano, o racismo deve ser coibido sempre e não só agora, com as proximidades da Copa do Mundo no Brasil. “Não é só a Copa do Mundo. Esse é um assunto que está incomodando o Brasil inteiro e fora do País. Nós não podemos, neste instante, conviver com o racismo no futebol brasileiro e internacional.”

Acesse no site de origem: Comissão lança campanha “Fim de Jogo para o Racismo” (Câmara Notícias, 14/05/2014)

 

Compartilhar: