Cota na copa, por Mônica Bergamo

1092
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

(Folha de S.Paulo, 27/05/2014) A investigação do Ministério Público de São Paulo para verificar se houve racismo na escolha de Fernanda Lima e Rodrigo Hilbert para serem os apresentadores do sorteio da Copa deve resultar em uma proposta à Fifa. O promotor Christiano Jorge Santos quer sugerir que critérios de diversidade racial sejam levados em conta nos próximos eventos do Mundial.

Fernanda e Rodrigo foram escolhidos em meio a especulações de que Camila Pitanga e Lázaro Ramos, negros, eram cogitados para a função. Com dificuldade para comprovar que a mudança teria sido motivada por parâmetros raciais, o promotor deve arquivar a apuração em troca do acordo. “A ideia é que se respeite a proporcionalidade de cada cor na população brasileira”, diz Santos.

Acesse o PDF: Cota na copa, por Mônica Bergamo

 

 

Compartilhar: