Em sua primeira missão oficial ao Brasil, diretora executiva da ONU Mulheres participa de atos de mulheres contra o racismo, a violência de gênero e pelo bem viver

1002
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

(ONU Mulheres, 16/11/2015) Em Brasília, Phumzile Mlambo-Ngcuka participará da Marcha das Mulheres Negras contra o Racismo e a Violência e pelo Bem Viver. Na capital federal, ela fará abertura de campanha global da ONU Mulheres “Tornar o Mundo Laranja pelo Fim da Violência contra as Mulheres” e visitará a Casa da Mulher Brasileira

A subsecretária-geral das Nações Unidas e diretora executiva da ONU Mulheres, Phumzile Mlambo-Ngcuka, começará, em 18 de novembro, em Brasília, a sua primeira missão oficial ao Brasil. Na agenda de dois dias, estão atos públicos sobre enfrentamento ao racismo, fim da violência contra mulheres e em favor do empoderamento das mulheres e da igualdade de gênero. Phumzile estará acompanhada da diretora regional da ONU Mulheres para Américas e Caribe, Luiza Carvalho, e pela representante da ONU Mulheres Brasil, Nadine Gasman.

Leia mais: Nações Unidas apoiam Marcha das Mulheres Negras no Brasil (Rádio ONU, 17/11/2015)

O primeiro compromisso acontecerá, em 18 de novembro, na Marcha das Mulheres Negras contra o Racismo e a Violência e pelo Bem Viver, na capital federal. Além de ter sido vice-presidenta da África do Sul, Mlambo-Ngcuka atuou na luta contra o apartheid e pelo fim do racismo no seu país. Atualmente, é reconhecida como uma das principais mulheres negras com liderança mundial e uma das principais articuladoras da Década Internacional de Afrodescendentes, declarada pela Assembleia-Geral da ONU para o período 2015-2024, para promover o reconhecimento, justiça e desenvolvimento a negras e negros cujos direitos são limitados e violados pelo racismo.

Além de marchar pela Esplanada dos Ministérios, Phumzile participará de roda de conversa com mulheres negras, organizadoras da manifestação, no Museu da República. Em seguida, encontrará com líderes do movimento feminista e de mulheres para diálogo sobre igualdade de gênero.

Ainda no primeiro dia da missão, está prevista audiência com a presidenta da República, Dilma Rousseff; a ministra das Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos, Nilma Gomes; e a secretária Especial de Políticas para as Mulheres do Ministério, Eleonora Menicucci. Dentre os assuntos em destaque: a presidência que o Brasil exercerá na 60ª Sessão das Nações Unidas da Comissão sobre a Situação das Mulheres, que ocorrerá em março de 2016 em Nova Iorque.

Iluminação laranja – Na noite de 18 de novembro, a diretora executiva da ONU Mulheres prestigiará a iluminação de prédios públicos, em Brasília, na cor laranja, inaugurando a programação global “Tornar o mundo laranja pelo fim da violência contra as mulheres” (OrangeurWorld), iniciativa da ONU Mulheres nos 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres. A campanha se iniciará pelo Brasil e já conta com o apoio de outros 70 países e mais de 450 ações de mobilização no mundo.

A cor laranja evoca a solidariedade às mulheres e meninas vítimas de violência e a energia necessária para que superem as situações violentas e recebam o apoio necessário em sua trajetória libertadora. Em 2014, a cor laranja visibilizou os 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres em 70 países e prédios icônicos e monumentos, tais como Empire State Building, Times Square e as Pirâmides do Egito. Neste ano, serão iluminados de laranja: Niagara Falls (Canadá / EUA), o edifício da Comissão Europeia (Bélgica), as ruínas arqueológicas em Petra (Jordânia), o Palácio da Justiça na República Democrática do Congo, entre outros.

Fim da violência: compromisso global – 25 de Novembro é o Dia Internacional pela Eliminação da Violência contra as Mulheres. Esta data marca o início dos 16 Dias de Ativismo, que vai até 10 de dezembro, em todo o mundo. No Brasil, o período começa em 20 de novembro, Dia da Consciência Negra.

Os 16 Dias de Ativismo são um momento de mobilização global pela prevenção e eliminação da violência contra mulheres e meninas. Contam com o apoio da Organização das Nações Unidas, especialmente da campanha do Secretário-Geral da ONU “UNA-SE Pelo Fim da Violência contra as Mulheres” desde 2008.

Casa da Mulher Brasileira – No segundo dia da missão, 19 de novembro, às 15h, a diretora executiva da ONU Mulheres visitará a Casa da Mulher Brasileira, um dos eixos do programa Mulher, Viver sem Violência, coordenado pelo Ministério das Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos. Inaugurada em junho deste ano, a Casa da Mulher Brasileira já atendeu mais de 1.300 mulheres na capital federal. O espaço oferece serviços especializados para os mais diversos tipos de violência contra as mulheres: acolhimento e triagem; apoio psicossocial; delegacia; Juizado; Ministério Público, Defensoria Pública; promoção de autonomia econômica; cuidado das crianças – brinquedoteca; alojamento de passagem e central de transportes.

Perfil Phumzile Mlambo-Ngcuka – Desde agosto de 2013, Phumzile Mlambo-Ngcuka é diretora executiva da ONU Mulheres e subsecretária-geral das Nações Unidas. Foi a primeira mulher a ser vice-presidenta da África do Sul, entre 2005 e 2008, na gestão de Thabo Mbeki.

Dentre as funções públicas, foi ministra de Minas e Energia (1999-2005); Artes, Cultura e Tecnologia (2004) e vice-ministra de Comércio e Indústria (1996-1999). Foi membro do Comitê Executivo do partido Congresso Nacional Africano e atuou em projetos sociais para o empoderamento de mulheres jovens africanas. Phumzile tem formação em Ciências Sociais, mestrado em Filosofia e doutorado em educação e tecnologia.

AGENDA PÚBLICA – COBERTURA DE IMPRENSA:

BRASÍLIA – 18 de novembro de 2015
Marcha das Mulheres Negras contra o Racismo e a Violência e pelo Bem Viver
Horário: a partir das 13h
Local: Museu da República (Eixo Monumental) – Brasília/DF

Iluminação dos monumentos de Brasília na cor laranja – campanha global “Tornar o mundo laranja pelo fim da violência contra as mulheres”
Horário: a partir das 19h
Local: Torre de TV (Eixo Monumental) – Brasília/DF

BRASÍLIA – 19 de novembro de 2015
Visita à Casa da Mulher Brasileira
Horário: 15h30
Local: Casa da Mulher Brasileira (Quadra 601 do Setor de Grandes Áreas Norte) – Brasília/DF

Acesse no site de origem: Em sua primeira missão oficial ao Brasil, diretora executiva da ONU Mulheres participa de atos de mulheres contra o racismo, a violência de gênero e pelo bem viver (ONU Mulheres, 16/11/2015)

Compartilhar: