“Mulheres, juventude e comunidades tradicionais continuam sendo prioritários”, afirma novo secretário executivo de Igualdade Racial

762
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

(Seppir, 08/10/2015) Ronaldo Barros assume a Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, vinculada ao Ministério das Mulheres, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos

Com a reforma administrativa anunciada pela presidenta Dilma Rousseff na última sexta-feira (2/10), a Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial passa a ser vinculada ao Ministério das Mulheres, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos. Ronaldo Barros é o titular da nova secretaria, sob a coordenação da ministra Nilma Lino Gomes.

“Nessa nova gestão, vamos dar continuidade ao trabalho iniciado, priorizando os eixos estabelecidos pela ministra Nilma Lino Gomes para a Seppir (juventude negra; ações afirmativas; povos e comunidades tradicionais; e internacionalização), tendo como públicos prioritários as mulheres, os jovens e comunidades tradicionais”, sinalizou o Secretário. “O Brasil é o país que mais avançou nas políticas de promoção da igualdade racial mas que tem um desafio grande pela frente. Nós temos como desafio a ampliação do reconhecimento dos nossos direitos, necessitamos de uma justiça histórica e um desenvolvimento das políticas de promoção da igualdade racial, preconizando o lema da Década Internacional dos Afrodescendentes, que é justiça, reconhecimento e desenvolvimento dos afrodescendentes. Esses eixos dão uma perspectiva do que temos para fazer nos próximos anos”, afirmou Barros.

As perspectivas de trabalho para os próximos 3 anos, de acordo com o secretário, envolve a ampliação, no plano internacional, das conquistas da população negra, seja na ratificação das Convenções A-68 e A-69 da OEA, e ampliar a participação dessa população nas universidades. “Precisamos avançar nas formas de participação da população negra em determinados espaços que ainda são restritos, como nos programas de pós-graduação das universidades, ampliar as formas de geração de emprego e renda para a população negra, equiparar o nível educacional entre brancos e negros, reverter a letalidade da juventude negra e assegurar o direito e a proteção de nossas crianças e adolescentes”, declarou Ronaldo Barros.

Sobre o Ministério da Mulher, Igualdade Racial e Direitos Humanos afirma que “agora, com a nova estrutura, a Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial terá a oportunidade de fazer uma articulação maior com pautas importantes”. “Vamos agir de maneira mais articulada com a luta histórica das mulheres e com a luta pelos direitos humanos. Essa unificação de pautas é importante para assegurar o princípio da democracia, pois não há democracia sem a superação do racismo, das desigualdades de gênero e sem assegurar o pleno direito humano das pessoas”, afirmou o gestor.

Desde março deste ano, Barros atuava como secretário de Políticas de Ações Afirmativas da extinta Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial da Presidência da República (Seppir/PR).

Biografia

Graduado em Filosofia pela Universidade Federal da Bahia – UFBA e Mestre pela Universidade Estadual de Campinas – Unicamp, o secretário da Igualdade Racial também é editor da Griot – Revista de Filosofia. Professor Assistente da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, foi Pró-Reitor de Política Afirmativa e Assuntos Estudantis (PROPAAE – UFRB) e tem experiência na área de Educação, atuando principalmente nos seguintes temas: Filosofia social e política, marxismo, desenvolvimento, movimentos sociais e relações raciais.

Acesse no site de origem: “Mulheres, juventude e comunidades tradicionais continuam sendo prioritários”, afirma novo secretário executivo de Igualdade Racial (Seppir, 08/10/2015)

Compartilhar: