Assistente virtual no Twitter ajuda a combater violência contra mulher

Compartilhar:
image_pdfPDF

Iniciativa do Instituto AzMina identifica relacionamentos abusivos e orienta por mensagem

(Folha de São Paulo | 02/08/2021 | Por Gabriela Caseff)

SÃO PAULO

Apostando na tecnologia como instrumento para enfrentar a violência contra mulheres, o Instituto AzMina, em parceria com o Twitter, lança uma assistente virtual de atendimento. Batizado Penha, o recurso ajuda a identificar sinais de relações abusivas e orienta caminhos e direitos para interromper situações violentas de maneira segura.

“Queremos atender a três perfis de mulheres”, diz Marília Moreira, gerente de projetos do Instituto AzMina. “Aquelas que querem informação sobre serviços jurídicos e psicológicos gratuitos, quem quer ajudar uma amiga e mulheres com dificuldades de sair de uma relação abusiva.”

Para receber o atendimento, que é sigiloso, basta enviar uma mensagem direta (DM) para o perfil @revistaazmina no Twitter a partir desta segunda-feira (2).

Penha faz referência à Lei Maria da Penha, símbolo da luta das mulheres contra violência doméstica. “A identificação da violência ainda é gargalo porque naturalizamos comportamentos machistas”, diz Moreira.

“Outra dificuldade é a vergonha que mulheres têm de pedir ajuda, então esperamos que a interação com a assistente virtual quebre essa barreira.”

Para desenvolver as interações do serviço automatizado, o Instituto AzMina analisou centenas de atendimentos realizados nos últimos cinco anos.

Acesse a matéria completa no site de origem

Compartilhar: