Pedidos de medidas protetivas para vítimas de violência doméstica caem 43% em SP na quarentena

Compartilhar:
image_pdfPDF

Levantamento é do TJ-SP, que lança canal online que oferecerá orientações às vítimas

(Folha de S.Paulo, 07/04/2020 – acesse no site de origem)

Um levantamento do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) aponta que houve uma redução de 43% dos pedidos de medidas protetivas de urgência de vítimas de violência doméstica que chegam para a Justiça paulista desde que a quarentena foi estabelecida pelo governador João Doria (PSDB).

ALÔ

De 2 a 8 de março, foram 1.306 pedidos ante 744 na primeira semana da quarentena (de 23 a 29 de março). Com isso, o TJ-SP lança, nesta terça (7), o canal online Carta de Mulheres, que oferecerá orientações às vítimas como locais de atendimento, programas de ajuda e esclarecimentos dos tipos de medidas protetivas existentes.

Compartilhar: