Tribunal do RJ abre primeira ação penal por violência política de gênero no país

8M_DiaInternacionalMulheres_Paulista_8março22_Por JulianaVieira (79)

Manifestação 8M – Dia Internacional das Mulheres, na Avenida Paulista, em São Paulo/SP. Foto: Juliana Vieira

24 de agosto, 2022 Por Folha de S. Paulo

Deputado Rodrigo Amorim (PTB) se torna réu por ofensas proferidas contra vereadora trans Benny Briolly (PSOL)

(Italo Nogueira/ Folha de S. Paulo) O Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro decidiu nesta terça-feira (23) abrir a primeira ação penal no país pelo crime de violência política de gênero, tipificação criada no ano passado. O réu é o deputado estadual Rodrigo Amorim (PTB-RJ)), acusado pela Procuradoria Eleitoral de proferir um discurso que assediou, constrangeu e humilhou Benny Briolly (PSOL-RJ), vereadora em Niterói, por sua condição de mulher trans.

Em discurso na Assembleia Legislativa, Amorim chamou Briolly de “aberração da natureza” e “boizebu”, entre outras ofensas.

A desembargadora Katia Junqueira, relatora do processo, negou pedido da defesa do deputado para recusar a abertura da ação penal sob alegação da imunidade parlamentar.

Acesse a matéria completa no site de origem.

Nossas Pesquisas de Opinião

Nossas Pesquisas de opinião

Ver todas
Veja mais pesquisas