Conselho de medicina cassa registro de nutrólogo acusado de crime sexual contra paciente

Compartilhar:
image_pdfPDF

Cabe recurso da decisão; Abib Maldaun Neto foi condenado em segunda instância em julho mas nega

(Folha de S.Paulo | 07/10/2020 | Por Joana Cunha e Mariana Grazini )

A primeira fase do julgamento no Cremesp (Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo) do caso do médico nutrólogo  Abib Maldaun Neto teve votação unânime pela cassação de seu registro nesta quarta (7). Ele foi condenado em segunda instância, em julho, pela Justiça de São Paulo, por violação sexual mediante fraude contra uma de suas pacientes. O resultado do Cremesp ainda precisa ser submetido a uma segunda confirmação no
conselho e cabe recurso no CFM (Conselho Federal de Medicina). Procurada pela reportagem, a advogada de Maldaun , Alexsandra dos Santos Bezerra, diz que a decisão é preliminar e que vai recorrer. “Trata-se de uma decisão preliminar, que será julgada pelo pleno do conselho regional e defesa irá apresentar os recursos cabíveis”, afirma ela.

Acesse a matéria completa no site de origem.

 

Compartilhar: