Hospital não é delegacia, editorial da Folha de S. Paulo

Compartilhar:
image_pdfPDF

Governo ergue mais barreiras para aborto legal após caso de criança estuprada

(Folha de S.Paulo | 31/08/2020)

A índole do governo do presidente Jair Bolsonaro se revela inteira na portaria baixada na sexta (28) pelo Ministério da Saúde a pretexto de normatizar o provimento de aborto nos casos previstos em lei. A cegueira fundamentalista na pasta militarizada aniquila qualquer resquício de bom senso e empatia. Sobra-lhe, contudo, hipocrisia. Sob a justificativa de levar segurança jurídica a funcionários de serviços hospitalares encarregados da realização do procedimento, acrescenta barreiras intimidantes a mulheres já traumatizadas pela necessidade de interromper a gravidez.
Compartilhar: