‘As mulheres conhecem o DIU, mas ouvem falar muito mal’, diz médica que realiza mutirões de inserção pelo Brasil

112
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

DIU de cobre é o principal dispositivo intrauterino disponibilizado pelo Sistema Único de Saúde. Mariana Viza descobriu fazendo vídeos na internet uma maneira de falar sobre o método contraceptivo.

(Profissão Repórter | 06/10/2021 | Por Redação)

Mariana Viza é médica ginecologista e descobriu fazendo vídeos na internet uma maneira de falar sobre o dispositivo intrauterino, conhecido popularmente como DIU. Ele é um dos métodos contraceptivos disponíveis no Sistema Único de Saúde.

A médica viaja pelo Brasil para realizar mutirões de inserção do dispositivo. Em Ariquemes e Buritis, cidades do interior de Rondônia107 DIUs foram colocados em mulheres entre 17 e 49 anos em três dias de mutirão acompanhado pela equipe do Profissão Repórter.

O programa desta terça-feira (5) mostrou a luta de mulheres para ter acesso a métodos contraceptivos eficazes.

“Existe uma demanda, porque o estado de Rondônia e a região Norte têm as maiores taxas de morte materna do país. Sabendo desse dado, a principal atitude é a contracepção. Porque a gestação não planejada, ela caminha lado a lado com a morte materna. É uma relação direta”, diz.

O DIU de cobre é o principal dispositivo intrauterino disponibilizado pelo SUS. Ao ser introduzido, o cobre é liberado e cria um ambiente hostil, inflamando a camada interna do útero. Isso impede o encontro do espermatozóide com o óvulo.

Acesse a matéria completa no site de origem

Compartilhar: