Pandemia prejudica mais as mulheres e pode aumentar desigualdade de gênero, alerta Fundo Monetário

216
0
Compartilhar:
image_pdfPDF
Pesquisadoras do FMI defendem que governos adotem medidas para minimizar o impacto da crise econômica

A crise global provocada pela pandemia do novo coronavírus afeta mais as mulheres que os homens e pode reverter as conquistas femininas no mercado de trabalho, alertou na segunda-feira o Fundo Monetário Internacional (FMI). Para a entidade, os países precisam adotar medidas para minimizar esse impacto.

Uma equipe, liderada pela diretora-gerente do FMI, Kristalina Georgieva, afirma que “a pandemia de Covid-19 ameaça reverter os ganhos obtidos em termos de oportunidades econômicas para as mulheres e, assim, ampliar as disparidades de gênero que persistem apesar de 30 anos de avanços.”

Compartilhar: