Conheça novo site da Agência Patrícia Galvão

467
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

Site novo da Agência Patrícia GalvãoA Agência Patrícia Galvão inaugurou seu novo site nesta semana. A plataforma foi reformulada para tornar a navegação mais dinâmica e incluir novas editorias, contemplando diferentes tipos de violência contra as mulheres: violência doméstica e familiar, violência sexual, feminicídio, violência de gênero na internet, racismo e LGBTTfobia.

Na Agência Patrícia Galvão é possível acompanhar o debate público sobre a violência contra as mulheres por meio da seleção de notícias de diversos veículos, fruto do monitoramento e curadoria realizados pelo Instituto Patrícia Galvão.

O site traz também sugestões de pautas estratégicas e conteúdos especiais produzidos pela equipe da Agência, além de informações sobre ações e projetos do Instituto Patrícia Galvão, como os Dossiês especiais sobre violências de gênero e feminicídio. O portal reúne assim informações atualizadas e qualificadas sobre os direitos das mulheres no Brasil, com foco privilegiado sobre as violações desses direitos e a demanda por sua garantia e efetivação.

Para receber esses conteúdos e novidades por e-mail, cadastre-se em nosso boletim semanal clicando aqui.

Sobre a Agência Patrícia Galvão

Criada em 2009 pelo Instituto Patrícia Galvão, a Agência Patrícia Galvão produz e divulga notícias, dados e conteúdos multimídia sobre os direitos das mulheres brasileiras.
Ao acessar o Portal da Agência, profissionais da imprensa e interessados em geral encontrarão um conteúdo multimídia diversificado, preciso, confiável e atualizado na forma de sugestões de pauta, notícias selecionadas de veículos diversos, indicação de fontes qualificadas, dados, pesquisas, indicadores e artigos de opinião.

Fundado em 2001, o Instituto Patrícia Galvão – Mídia e Direitos é uma organização social sem fins lucrativos que atua nos campos dos direitos das mulheres e da comunicação. Sua missão é contribuir para a qualificação do debate público sobre questões críticas para as mulheres no Brasil, a partir da produções de conteúdos, dossiês, sugestões de pautas e notícias junto à imprensa e mobilização de mídias sociais, além de realização de pesquisas de opinião, eventos e campanhas para fomentar a reflexão social e demandar respostas do Estado e/ou mudanças na sociedade e na mídia.

Compartilhar: