Ativista do feminismo negro Lélia Gonzalez é a homenageada do Projeto Memória – Recife, 03/03/2015

840
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

“Lélia Gonzalez: O feminismo negro no palco da história”, a nova edição do Projeto Memória da Fundação Banco do Brasil, que será lançada no centro cultural do SOS Corpo

No centro cultural feminista do SOS Corpo, localizado no bairro da Madalena, no Recife, será realizado na próxima terça-feira, 03/03, o lançamento da nova edição do Projeto Memória da Fundação Banco do Brasil que, em parceria com a Rede de Desenvolvimento Humano (Redeh) e Brasilcap, presta homenagem à feminista negra Lélia Gonzalez.

Historiadora, filósofa, autora de livros e diversos artigos, Lélia Gonzalez foi uma das fundadoras do Movimento Negro Unificado (MNU) e professora da PUC-Rio durante dezoito anos. Seu ativismo ultrapassou fronteiras nacionais. Lélia dialogou com lideranças negras internacionais, dentre elas: a ativista negra norte-americana, Angela Davis e o cubano Carlos Moore, dentre outras (os).

Como intelectual de destaque, seu pensamento teórico contribuiu para a formação de uma consciência crítica em relação aos preconceitos que mantêm mulheres negras em desvantagem na sociedade. A homenageada nasceu no dia 1º de fevereiro de 1935, em Belo Horizonte, e morreu aos 59 anos, em 1994, no Rio de Janeiro, deixando um grande legado para as universidades, organizações negras e organizações de mulheres negras.

Programação

O evento contará com a participação da coordenadora executiva da Redeh, Schuma Schumaher, que coordenou essa nova edição do projeto. Schumaher trará ao Recife a exposição Lélia Gonzalez – o feminismo negro no palco da história. Na abertura, serão lançados um documentário e um livro fotobiográfico.

Após a abertura da exposição, a socióloga e ex-ministra da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir), Luiza Bairros, falará sobre a contribuição de Lélia Gonzalez, numa roda de conversa com estudantes, pesquisadores/as e integrantes dos movimentos sociais.

Para José Caetano de Andrade Minchillo, presidente da Fundação BB, a iniciativa contribui para a preservação da memória cultural brasileira. “Com esta edição do Projeto Memória a instituição presta justa homenagem a Lélia Gonzalez e à sua obra em prol das igualdades sociais de gênero e raça” afirma.

Serviço:

Projeto Memória “Lélia Gonzalez: O feminismo negro no palco da história”
– Roda de conversa com Luiza Bairros, socióloga e ex-ministra da Seppir
– Lançamento de documentário e livro fotobiográfico + Exposição
Data: 03/03/2015
Horário: a partir das 18h
Local: Centro Cultural Feminista do SOS Corpo
Endereço: Rua Real da Torre, 593, Madalena, Recife PE, Telefone: (81) 3087.2086

Compartilhar: