Dia Nacional de Tereza de Benguela e a Mulher Negra, Santo André, 21 a 28/07/2014

4985
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

Do dia 21/07/2014 a 28/07/2014 – Exposição de fotos das Mulheres Negras – Local – Saguão do Teatro Municipal de Santo André.

Dia 25/07/2014 – Café Filosófico

Horário 18h00

Local: Anfiteatro Heleni Guariba

18h00 – Atividade Cultural com a Cantora Janaina

19h – Mesa de Palestras com:

Dra. Pilar Edmee Palomo Pozo – Médica cubana

Tema: A experiência das Mulheres Cubanas e os desafios.

Maria Vitória Vitória – Psicóloga mestre em relações étnicos raciais e terapia da família.

Tema: A Solidão da Mulher Negra

Eliad Dias dos Santos – Mestre em ciência da religião.

Tema: A questão da Mulher Negra “pura beleza”

seminario_santoandre_mulher negra

Tereza de Benguela foi a mulher de José Piolho, que chefiava o Quilombo do Piolho (ou Quariterê), em Guaporé. O Quilombo do Quariterê em Cuiabá ficava próximo à fronteira de Mato Grosso c om a Bolívia. Sob a liderança da Rainha Teresa, a comunidade negra e indígena resistiu à escravidão por duas décadas, sobrevivendo até 1770.

A Rainha Tereza comandou a estrutura política, econômica e administrativa do Quilombo, mantendo um sistema de defesa com armas trocadas com os brancos ou resgatadas das vilas próximas. Os objetos de ferro utilizados contra a comunidade negra que lá se refugiava eram transformados em instrumento de trabalho, visto que dominavam o uso da forja.

O Quilombo do Quariterê, além do parlamento e de um conselheiro para a rainha, desenvolvia agricultura de algodão e possuía teares onde se fabricavam tecidos que eram comercializados fora dos quilombos, como também os alimentos excedentes.

No dia 2 de junho de 2014, por meio da Lei 12.987, foi instituído no Brasil o Dia Nacional de Tereza de Benguela e da Mulher Negra, a ser celebrado no dia 25 de julho.

 

Compartilhar: