Diretora da ONU Mulheres para Américas e Caribe faz palestra sobre empoderamento econômico – Brasília/DF, 22/06/2015

762
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

(ONU Mulheres, 19/06/2015) Tema está baseado no relatório global O Progresso das Mulheres no Mundo 2015-2016: Transformar as economias, realizar direitos, da ONU Mulheres, e será apresentado, às 18h30, na OPAS, na capital federal. Agenda inclui compromissos em São Paulo, Foz do Iguaçu e Rio de Janeiro

Acesse: íntegra do relatório (Inglês) e o resumo Executivo (Inglês | Espanhol)

Clique aqui para acessar o perfil da diretora regional da ONU Mulheres para Américas e Caribe, Sra. Luiza Carvalho

A diretora regional da ONU Mulheres para Américas e Caribe, Luiza Carvalho, realiza na próxima semana, a sua primeira missão oficial ao Brasil. De 22 a 26 de junho, ela terá compromissos em Brasília, São Paulo, Foz do Iguaçu e Rio de Janeiro. Investida no cargo desde setembro de 2014, ela tem dedicado parte da agenda em missões na América Latina e Caribe para estreitar laços diplomáticos e ampliar a interlocução com autoridades, empresas e sociedade civil em favor do mandato da ONU Mulheres: a igualdade de gênero e o empoderamento das mulheres.

Entre os compromissos em Brasília, Luiza Carvalho realizará a palestra “O Progresso das Mulheres no Mundo”, às 18h, baseada em relatório homônimo sobre economia e direitos das mulheres. A apresentação acontecerá, na sede da Organização Panamericana de Saúde-Organização Mundial da Saúde, para autoridades do governo brasileiro, corpo diplomático, parlamentares, executivas, sociedade civil e imprensa.

O relatório evidencia como as economias falharam em garantir às mulheres o seu empoderamento e o pleno exercício dos seus direitos económicos e sociais tanto em países ricos como em países pobres. Aponta, ainda, que a transformação das economias para fazer com que os direitos das mulheres se tornem realidade é possível mediante a formulação de políticas económicas e de direitos humanos que promovam mudanças de grande alcance.

No mundo, somente metade das mulheres faz parte da força de trabalho em comparação com os ¾ dos homens. A participação das mulheres da América Latina e Caribe no mercado de trabalho teve o maior aumento entre todas as regiões em âmbito global: de 40 a 54% entre 1990 e 2013; mas está muito distante da participação dos homens (80%). Na região, 59% dos empregos das mulheres são gerados no mercado informal, sem amparo na legislação trabalhista nem proteção social. Além disso, 17 em cada 100 mulheres latino-americanas economicamente ativas são trabalhadoras domésticas remuneradas.

O relatório também destaca as brechas persistentes nas remunerações de homens de mulheres: no mundo, as mulheres ganham em média 24% do salário dos homens; na América Latina e Caribe a diferença é 19%.

Audiência com autoridades – A agenda oficial da diretora regional da ONU Mulheres para Américas e Caribe, Luiza Carvalho, se iniciará na segunda-feira (22), à tarde, em Brasília. Ela se reunirá com a ministra de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, Nilma Gomes, às 15h, com abordagem a políticas para mulheres negras e no âmbito da Década Internacional de Afrodescendentes, iniciada pela ONU em janeiro deste ano. Em seguida, terá audiência com o presidente do Sesi, Gilberto Carvalho, na sede da Confederação Nacional das Indústrias.

Ainda na segunda-feira (22), a diretora Luiza Carvalho será recebida pela ministra de Políticas para as Mulheres, Eleonora Menicucci, às 17h, para tratar de projetos de cooperação na área de enfrentamento à violência contra as mulheres por meio do programa “Mulher, Viver sem Violência” e da Casa da Mulher Brasileira, empoderamento econômico, liderança e participação política.

Na manhã de terça-feira (23), a diretora terá audiência com os ministérios das Relações Exteriores e do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, com a ministra Tereza Campello.

O compromisso seguinte será reunião-almoço com representantes do Ministério da Justiça, Supremo Tribunal Federal, Procuradoria da República, para impulsionar as ações para a efetivação da Lei nº 13.104/2015, de tipificação do feminícidio. O Brasil é o primeiro país piloto, escolhido pela ONU Mulheres América Latina e pelo Alto Comissariado de Direitos Humanos da ONU, para adaptar o Modelo de Protocolo Latino-americano sobre Investigação de Mortes Violentas de Mulheres.

Em visita ao Congresso Nacional, na tarde de terça-feira (23), às 16h, Luiza Carvalho se reunirá com a Bancada Feminina.

Movimento ElesPorElas – Entre a agenda pública, em São Paulo, a diretora regional da ONU Mulheres participará, na quarta-feira (24), do lançamento da campanha de comunicação #ElesPorElas, desenvolvida pela ONU Mulheres Brasil e o GNT-Globosat em apoio ao Movimento ElesPorElas (HeForShe) em Solidariedade da ONU Mulheres pela Igualdade de Gênero. O evento acontecerá, das 9h30 às 14h30, no Instituto Tomie Otake. Apresentadores e apresentadoras do GNT, ativistas e especialistas discutirão os desafios para a igualdade de gênero no mundo e no Brasil. Após o evento, Luiza Carvalho será entrevistada pela jornalista Marília Gabriela para o seu programa no GNT.

Na quinta-feira (25), em Foz do Iguaçu, a diretora regional da ONU Mulheres acompanhará a adesão da Itaipu Binacional ao movimento ElesPorElas em apoio às ações no Brasil e no Paraguai. O ato terá a presença das ministras brasileira Eleonora Menicucci, da Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República (SPM), e paraguaia Ana Maria Baiardi, do Ministério de la Mujer; dos diretores-gerais brasileiro e paraguaio da Itaipu, Jorge Samek e James Spalding, respectivamente; das representantes da ONU Mulheres Brasil e Paraguai, Nadine Gasman e Carolina Taborga, respectivamente; funcionárias e funcionários da empresa.

No evento, será instalado o Comitê Nacional Impulsor Brasil ElesPorElas (HeForShe), a ser composto por governos, empresas, universidades, sociedade civil, mídia e homens públicos. Este grupo impulsionará as adesões de homens ao movimento ElesPorElas e liderará ações em favor da igualdade de gênero no país.

No último dia da missão, sexta-feira (26), a diretora regional da ONU Mulheres para Américas e Caribe estará, no Rio de Janeiro, representantes da sociedade civil.

Eventos públicos para cobertura da imprensa:

22 de junho de 2015  (segunda-feira) –  Palestra da diretora regional da ONU Mulheres para Américas e Caribe “O Progresso das Mulheres no Mundo”
Horário: das 18h30 às 21h
Local: Organização Panamericana de Saúde-Organização Mundial de Saúde (Avenida das Nações lote 19) – Brasília | DF

24 de junho de 2015 (quarta-feira) – Lançamento da campanha de comunicação ElesPorElas (HeForShe) Brasil
Horário: das 9h30 às 14h30
Local: Instituto Tomie Otake (Rua Coropés, 88 – Pinheiros) – São Paulo | SP

25 de junho de 2015 (quinta-feira) – Adesão da Itaipu Binacional ao movimento ElesPorElas (HeForShe) e instalação do Comitê Nacional Impulsor Brasil ElesPorElas
Horário: das 15h às 17h
Local: Itaipu Binacional (Av. Tancredo Neves, 6.731) – Foz do Iguaçu | PR

Acesse no site de origem: Diretora da ONU Mulheres para Américas e Caribe faz palestra sobre empoderamento econômico – Brasília/DF, 22/06/2015 (ONU Mulheres, 19/06/2015)

Compartilhar: