Seminários 30 Anos de Geledés: Negros e Mulheres no Processo Constituinte – São Paulo/SP, 05/04/2018

409
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

Os Seminários 30 Anos de Geledés celebrarão a trajetória política e social do Instituto da Mulher negra, e serão realizados entre os dias 05 e 19 de abril de 2018 no SESC Vila Mariana/SP.

Os eventos trarão à luz o momento político que permitiu a emergência de organizações da sociedade civil como Geledés Instituto da Mulher Negra e outras iniciativas dos movimentos de mulheres e negros no Brasil nos anos de 1980. Análise no processo que resultou na Constituição Federal de 1988, consagrando os novos direitos para negros e mulheres, que se dará em diálogo com as novas gerações de militantes sobre o legado de lutas e conquistas dos movimentos das mulheres e negros nas últimas três décadas.

PROGRAMAÇÃO

05 de abril de 2018: 

10h às 13h – Negros e Mulheres no Processo Constituinte

Resgate do momento político que permitiu a emergência de organizações da sociedade civil como Geledés Instituto da Mulher Negra e outras iniciativas dos movimentos de mulheres e negros no Brasil. Análise ancorada no processo que resultou na Constituição Federal de 1988, consagrando os novos direitos para negros e mulheres. Diálogo com as novas gerações de militantes sobre o legado de lutas e conquistas dos movimentos das mulheres e negros nas últimas três décadas.

Palestrantes:

Edson Cardoso
Coordenador do ÌROHÍN – Centro de Documentção, Comunicação e Memória Afro-brasileira; doutor em educação pela USP; jornalista e mestre em Comunicação pela Universidade de Brasilia.

Helena Theodoro
Doutora em filosofia (UFG), Mestre em Educação (UFRJ), Pós-Graduação em Tecnologia Educacional – Fundação Konrad Adenauer (Alemanha); Especialista em Cultura Negra e Carnaval; foi Vice-presidente do Conselho Estadual dos Direitos do Negro – CEDINE.

Hélio Santos
Doutor em economia, administração e finança; professor da UNEB; presidente do Instituto Brasileiro da Diversidade; Presidente do Conselho Deliberativo do Baobá Fundo para a Equidade Racial.

Maria Betânia Ávila
Doutora em Sociologia pela Universidade Federal de Pernambuco; Co-Fundadora e pesquisadora do SOS Corpo – Instituto Feminista para a Democracia. 

Rafael Pinto
Coordenador Estadual do Centro Nacional de Africanidade e Resistência Afro-Brasileira-Cenarab/Conen; Ogan Pejigan do Ilê Axé Iansan/Araras.

Debatedores:

Douglas Belchior
Historiador; membro do Conselho Geral do Movimento UNEAFRO-Brasil; editor do Blog Negro Belchior.

Viviane Ferreira
Cineasta e advogada com atuação voltada para direitos autorais, direito cultural e direito público. Preside a Associação Mulheres de Odun; sócia-fundadora da empresa Odun Formação & Produção.

Mediação:

Sueli Carneiro – Coordenadora Executiva – Geledés Instituto da Mulher Negra.

14h30 – 18h: Mulheres em luta – ontem e sempre 

Debate sobre a atuação do feminismo brasileiro anos de 1980, que o inseriu como uma expressão política relevante dentre os movimentos sociais do País, com contribuições para a construção de políticas de gênero e raça.

Palestrantes:

Amelinha Teles
Bacharel em Direito; Coordenadora da União de Mulheres de São Paulo e do Programa de Promotoras Legais Populares – PLPs.

Guacira Cesar Oliveira
Socióloga, diretora do CFEMEA – Coletivo Feminista de Estudos e Assessoria.

Jurema Werneck
Médica, doutora em Comunicação; diretora executiva da Anistia Internacional no Brasil; fundadora da ONG Criola.

Sueli Carneiro
Filósofa, doutora em Educação; Coordenadora Executiva de Geledés Instituto da Mulher Negra.

Debatedoras:

Daniela Lima
Escritora, ativista, comentarista da Rádio Manchete, biógrafa da escritora Maura Lopes Cançado; fundadora do Coletivo Feminista Jandira, colabora com o Blog da Boitempo.

Neon Cunha
Publicitária; funcionária pública; feminista interseccional, ativista independente e mulher transgênera.

Stephanie Ribeiro
Arquiteta;  escritora, ativista feminista; uma das fundadoras do projetoAfronta – um espaço para as narrativas, relatos e imagens de mulheres.

Mediação:

Nilza Iraci – Coordenadora Executiva – Geledés Instituto da Mulher Negra

19h às 20h30: Show Divas Negras

Momento de homenagem e reverência às mulheres negras de diferentes gerações, que através da música e da ação política, expressam seus compromissos com a valorização social, respeito e dignidade das mulheres negras.

Leci Brandão
cantora, compositora e umas das mais importantes intérpretes de samba da música popular brasileira; Deputada Estadual pelo PCdoB,  com atuação pela  promoção da igualdade racial, do respeito às religiões de matriz africana e à cultura brasileira, pela inclusão da população negra e indígena, por mais cultura e educação, por saúde de qualidade, pela garantia de direitos dos trabalhadores, da juventude, em especial a pobre e negra, das mulheres e do segmento LGBT.

Convidada:

Luedji Luna
Integrante da nova geração de cantoras da musica popular brasileira, suas canções são inspiradas nas sonoridades da África, da diáspora africana e do Brasil.

Local do Evento: SESC Vila Mariana – Rua Pelotas, 141 – Vila Mariana – São Paulo/SP – Telefone(11) 5080.3000

Compartilhar: