As vidas das mulheres negras importam, por Isabela Sobral e Juliana Martins

82
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

(G1 | 16/09/2020 | Por Isabela Sobral e Juliana Martins)

O primeiro semestre de 2020 marcou a chegada da pandemia de Covid-19 no Brasil, bem como o início das medidas de isolamento social com o objetivo de diminuir o contágio pela doença, criando um contexto atípico com diversas consequências para o dia-a-dia da população. Este cenário atinge ainda mais gravemente as milhares de mulheres brasileiras em situação de violência doméstica, que muitas vezes se veem confinadas em suas casas com seus agressores e com ainda mais dificuldade em acessar os serviços de proteção e canais de denúncia da violência.

Os dados coletados pelo Monitor da Violência apresentam um panorama sobre a violência contra as mulheres durante o período da pandemia: os registros que dependiam da presença da mulher na delegacia diminuíram. No primeiro semestre de 2020, os casos de lesão corporal dolosa em decorrência de violência doméstica registrados pelas polícias civis caíram 11% em relação ao mesmo período do ano passado

Compartilhar: