Com apoio da ONU, jovens africanos comandarão programas de TV e rádio sobre sexualidade

622
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

(ONU Brasil, 14/05/2015) UNAIDS, UNESCO e Serviço de Informações sobre HIV e Aids da África já apoiaram a iniciativa na Zâmbia; a proposta é levá-la para pelo menos a outros cinco países do continente.

Jovens ao redor do mundo muitas vezes recebem informações conflitantes e imprecisas sobre sexo e sexualidade. Isto pode levá-los a decisões mal informadas sobre como, quando e com quem ter relações sexuais e como se proteger contra o HIV. Mas uma iniciativa apoiada pelo UNAIDS está mudando esta realidade para jovens do sul e do leste da África.

Uma série regional de programas de rádio e TV foi lançada na Zâmbia para preencher esta lacuna. A série foi projetada para oferecer educação sexual de uma forma envolvente para os jovens, além de ser um espaço de discussão de questões em torno de sexo e sexualidade, em uma região onde a prevalência do HIV é alta. Na África, doenças relacionadas à AIDS ainda são a principal causa de morte entre os adolescentes.

Lançada na Zâmbia em 21 de fevereiro, a série é exibida na maior rede de televisão e rádio do país, a Zambia National Broadcasting Corporation, e atinge mais de 4 milhões de pessoas por dia somente na TV. A estratégia é levá-la para pelo menos mais cinco países da região ainda este ano: Malauí Moçambique, Namíbia, Sudão do Sul e Tanzânia. A série tem 26 episódios de TV, 13 episódios de rádio e inclui um talk show de 15 minutos ao vivo todos os sábados, chamado The Sexuality Talk Challenge – O Desafio de Falar sobre Sexualidade.

A iniciativa conta com o apoio com o apoio do Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (UNAIDS), Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) e Serviço de Disseminação de Informações sobre HIV e Aids da África (SAfAIDS), uma organização sem fins lucrativos que tem o objetivo de produzir e divulgar informações sobre o vírus.

Acesse no site de origem: Com apoio da ONU, jovens africanos comandarão programas de TV e rádio sobre sexualidade (ONU Brasil, 14/05/2015)

Compartilhar: