Espanha já tem 39 grávidas com zika

Compartilhar:
image_pdfPDF

Grávidas estão sendo submetidas a uma exaustiva vigilância médica, com base em um protocolo de acompanhamento estabelecido pelo Ministério da Saúde espanhol

(Terra, 29/08/2016 – Acesse no site de origem)

O número de casos diagnosticados na Espanha do vírus da zika já chega a 247, dez a mais que na semana passada, sendo 39 relacionados a mulheres grávidas, um além da apuração anterior.

Esses dados foram divulgados nesta segunda-feira pelo Ministério da Saúde espanhol, que estabeleceu uma vigilância dos casos importados de doença por zika.

Os 247 casos confirmados de infecção foram detectados em pessoas procedentes ou que tinham visitado países afetados, exceto um caso autóctone de transmissão por via sexual.

Todas as mulheres grávidas estão sendo submetidas a uma exaustiva vigilância médica, com base em um protocolo de acompanhamento estabelecido pelo Ministério da Saúde espanhol.

Embora o quadro clínico deste vírus seja leve, no caso das grávidas há altas suspeitas de que a zika possa provocar microcefalia ou outras alterações neurológicas nos bebês.

Do total de diagnosticados na Espanha, a maioria (95) se concentram na região da Catalunha (nordeste) e em Madri (61). No final de julho nasceu na Espanha o primeiro bebê europeu com microcefalia e outras más-formações, após a mãe contrair a doença por viajar à América Latina.

Compartilhar: