Mato Grosso lidera casos de microcefalia no Centro-Oeste

715
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

(MT agora, 29/06/2016) Das notificações, 119 foram descartadas após reavaliação em consulta médica.

Mato Grosso lidera os casos de microcefalia na região Centro-Oeste. Em relação à última semana, as notificações somam 231 casos, conforme Protocolo da Vigilância do Ministério da Saúde. Comparado à semana retrasada, são 2 casos a mais.

Thiago Rondon, técnico em Vigilância em Saúde, da Secretaria de Estado de Saúde (SES), afirma que o alto número de notificações deve-se à eficácia do trabalho de vigilância. “Os casos são notificados de imediato e dando investigados. Conforme o último informe sobre microcefalia do Ministério da Saúde, somente o Acre não tem caso confirmado”, ressalta.

Das notificações, 119 foram descartadas como microcefalia após reavaliação em consulta médica do perímetro encefálico junto à curva de desenvolvimento infantil estabelecida pela Organização Mundial da Saúde (OMS), constatando que o mesmo estava dentro da normalidade e sem alterações do Sistema Nervoso Central.

Oitenta e cinco casos permanecem em investigação e estão em avaliação. 27 foram confirmados com microcefalia e/ou alterações no sistema nervoso central, através de exames.

“Dos 27 confirmados, apenas 03 apresentaram exames laboratoriais específicos para o Zika vírus com resultado positivo”, explica Rondon. “Os demais foram confirmados através de exames de imagem, conforme definições vigentes no Protocolo de Vigilância e Resposta à Ocorrência de Microcefalia e/ou Alterações do Sistema Nervoso Central”.

Rondonópolis é o município que mais apresenta casos, tendo confirmado 16, seguido de Cáceres, Cuiabá (4) e Mirassol d’Oeste.

O técnico da SES ainda explica que “vários artigos científicos já publicados até o momento enfatizam a relação das unidades federativas Brasileiras que apresentaram condições propicias para a proliferação do mosquito Aedes Aegypti e com registros de casos de Dengue, Febre Amarela e Chikungunya são favoráveis a ocorrência de casos de Zika vírus e consequentemente casos de Microcefalia”.

Brasil

O Ministério da Saúde publicou no último boletim 8.039 registros de suspeita de microcefalia em bebês. Foram confirmados 1.616 casos em todos os Estados da federação. O número é de outubro de 2015 até o dia 18 de junho.

Só na última semana foram 35 bebês comprovados com malformação. Da totalidade de casos confirmados, 233 têm resultado positivo em relação ao Zika Vírus. 3.416 casos foram descartados e 3.007 ainda são investigados.

O Nordeste lidera o ranking nacional concentrando 1.410 notificações.

MT Agora – Gazeta Digital

Acesse o site de origem: Mato Grosso lidera casos de microcefalia no Centro-Oeste (MT agora, 29/06/2016)

Compartilhar: