Ministério da Saúde irá comprar testes rápidos do Zika para distribuição no SUS

711
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

(Correio, 13/06/2016) Informação foi divulgada pelo ministro da Saúde, Ricardo Barros, durante visita a Salvador; Exame foi desenvolvido pela BahiaFarma.

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, anunciou na manhã desta segunda-feira (13) que o Ministério da saúde irá comprar testes sorológicos rápidos de identificação do Zika Vírus para distribuição no Sistema Único de Saúde (SUS). O anúncio foi feito durante visita do ministro a Salvador para conhecer o exame, desenvolvido pela Fundação Baiana de Pesquisa Científica e Desenvolvimento Tecnológico (BahiaFarma), em parceria com o Senai-Cimatec.

Durante a visita, Barros informou que o Ministério aguarda apenas a finalização dos procedimentos de teste do exame para que a aquisição seja feita. “Nós vamos aguardar a negociação de preço, ver o volume que podemos comprar e vamos estabelecer a população em situação de risco que receberão prioridade. A população de risco será atendida em primeiro lugar”, disse.

(Foto: Camila Souza/GOVBA)

O ministro também disse que o Ministério da Saúde dará prioridade a outros grupos. “Desde já, é importante que tenhamos a capacidade de atender as mulheres em idade fértil e gestantes, por causa dos riscos de má formação congênita e microcefalia relacionados ao vírus. São iniciativas como essa que demonstram a qualidade do nosso corpo científico que desenvolvem tecnologia no Brasil”, destacou o ministro.

O teste rápido permite detectar se o paciente está com a doença ou se já foi infectado há mais tempo pelo vírus. O exame utiliza uma pequena amostra de soro do paciente e fornece os resultados em até 20 minutos.

Segundo o titular da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab), secretário Fábio Vilas-Boas, o processo de autorização do exame pelo Ministério da Saúde tem recebido prioridade, mas algumas etapas legais ainda precisam ser vencidas para a absorção do teste e incorporação pelo SUS.

“Esse é um processo junto ao Ministério que já dura seis meses. Assim que for aprovado, temos condições de fornecer, de imediato, 100 mil testes rápidos. A nossa capacidade de produção é de até 500 mil unidades do exame, mensalmente, o que atende à demanda nacional. Ainda assim, solicitamos ao Ministério da Saúde recursos na ordem de R$ 7 milhões para investir na produção e ampliar ainda mais a nossa capacidade”, explicou Vilas-Boas. O vice-governador da Bahia, João Leão, também acompanhou a visita do ministro.

Da Redação

Acesse o site de origem: Ministério da Saúde irá comprar testes rápidos do Zika para distribuição no SUS (Correio, 13/06/2016) 

Compartilhar: