Coreia do Sul teme falhas em atendimento à saúde nas Olímpiadas

Compartilhar:
image_pdfPDF

(O Estado de S. Paulo, 13/07/2016) O governo sul-coreano emitiu um alerta de segurança para os turistas que pretendem viajar para o Rio de Janeiro durante os Jogos Olímpicos. O ministro das Relações Exteriores, Yun Byung-se, pediu que os turistas tenham um cuidado extra citando cinco fatores de risco: situação instável de segurança, possíveis ataques terroristas, epidemias, confusão política e econômica e ausência de uma missão diplomática sul-coreana no Rio.

Byung-se fez o alerta após uma equipe do ministério visitar o Brasil na semana passada para investigar possíveis riscos aos turistas. A segurança é o fator que mais preocupa os asiáticos.

“De janeiro a abril deste ano, o Brasil viu um aumento de 15,4% no número de homicídios, 23,7% em assaltos e 19,7% em roubos de carros”, disse o ministro. Byung-se também se mostrou preocupado com o fato de o Estado Islâmico poder realizar um ataque terrorista durante os Jogos.

O Ministério das Relações Exteriores da Coreia do Sul teme ainda que pessoas infectadas pelo vírus zika possam enfrentar dificuldades para receber tratamento adequado nos hospitais brasileiros.

A Coreia do Sul não possui atualmente uma missão diplomática no Rio, mas o governo planeja montar um consulado temporário com funcionários dos Ministérios das Relações Exteriores e de Saúde para prestar assistência aos coreanos que visitem o Rio durante os Jogos Olímpicos.

Raphael Ramos – Enviado especial a Seul,
O Estado de S. Paulo

Acesse o site de origem: Coreia do Sul teme falhas em atendimento à saúde nas Olímpiadas (O Estado de S. Paulo, 13/07/2016)

Compartilhar: