Promotoria vai investigar se grupos tentaram pressionar avó de menina estuprada a não autorizar aborto

Compartilhar:
image_pdfPDF

O MP também vai investigar áudios de conversas de pessoas que estariam pressionando a família da criança a não interromper a gravidez.

(G1 | 16/08/2020)

A menina de dez anos que engravidou depois de ser estuprada foi levada neste domingo do Espírito Santo para outro estado. Acompanhada de parentes, a menina, que está grávida de cinco meses, embarcou neste domingo de manhã no aeroporto de Vitória. Segundo o governo do Espírito Santo, ela foi para um estado que tem protocolo médico mais específico para interrupção de gravidez.

Acesse o artigo completo no site de origem.

Compartilhar: