Feminização da fome: 47% das mulheres sofrem com falta de comida no Brasil, por Nina Lemos

Compartilhar:
image_pdfPDF

(Uol| 27/05/2022 | Por Nina Lemos)

Quarenta e sete por cento das mulheres brasileiras vivem sem saber se vão poder comprar comida no dia seguinte. Sim, quase metade das pessoas do sexo feminino não tiveram dinheiro para fazer supermercado no período da crise econômica agravado pela pandemia do coronavírus, em 2021. E, para piorar: é difícil imaginar que a situação esteja melhorando esse ano. Esse número assustador faz parte de um levantamento feito pelo Centro de Políticas Sociais da FGV Social, que analisou os números do instituto Gallup World Poll, que faz pesquisas em 160 países.

Na pesquisa sobre a fome, eles fizeram essa pergunta básica para pessoas de todos esses países: “nas últimas 12 horas você teve que deixar de comprar comida por falta de dinheiro?” No caso do Brasil, 36% das pessoas responderam que sim (26% dos homens e 47% das mulheres, olha a discrepância). No caso das mulheres, não é difícil lembrar de razões que fazem com que a “insegurança alimentar”, um termo técnico para “não saber se vai conseguir comer ou alimentar seus filhos ” seja muito maior do que entre os homens.

Acesse a matéria completa no site de origem.

 

 

Compartilhar: