Governo federal e sociedade civil lançam cartilha sobre Empoderamento de Meninas

875
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

A Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Criança e do Adolescente lança, nesta quinta-feira (15), o “Caderno de Boas Práticas Empoderamento de Meninas – Como iniciativas brasileiras estão ajudando a garantir a igualdade de gênero”. A publicação foi elaborada pelo Instituto dos Direitos da Criança (INDICA) para o projeto Ser Menina no Brasil contemporâneo. O material foi construído por meio de uma parceria com o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) e a Plan International Brasil.

 (MJC, 13/12/2016 – acesse no site de origem)

Participam do lançamento do Caderno a secretária Nacional de Promoção dos Direitos da Criança e do Adolescente do MJC, Claudia Vidigal; a secretária de Articulação Institucional e Ações Temáticas da Secretaria Nacional de Políticas para as Mulheres do MJC, Ericka Filippelli; a diretora Nacional da Plan International Brasil, Anette Trompeter; a diretora Executiva da Childhood Brasil, Ana Drummond; a representante Adjunta do UNICEF no Brasil, Esperanza Vive; a embaixadora dos Estados Unidos no Brasil, Liliana Ayalde, entre outras autoridades.

Na ocasião, haverá um debate entre as participantes. Hoje, 30 milhões de meninas de 0 a 18 anos no Brasil são afetadas pela desigualdade de gênero. De acordo com o Sistema de Informação de Agravos e de Notificação do Ministério da Saúde (Sinan/MS), só em 2014, mais de 25 mil meninas foram vitimas de diversas formas de violência, como a doméstica e a sexual.

Estes são só alguns desafios enfrentados diariamente por meninas brasileiras. A publicação busca refletir sobre as dificuldades relacionadas às questões de gênero que afetam a vida de jovens mulheres, bem como apoiar e incentivar o empoderamento, considerado o caminho para a superação de qualquer desigualdade.

Serviço:
Mesa de Diálogo e Lançamento do Caderno de Boas Práticas Empoderamento de Meninas
Data: 15 de dezembro
Hora: 11h.
Local: Edifício Parque Cidade Corporate – Torre A, 8º andar – Auditório Ana Paula Crosara

Compartilhar: