Há a preocupação de que as jovens indígenas não retornem às escolas’, diz a ativista Alice Pataxó

Compartilhar:
image_pdfPDF

A estudante, de 19 anos, conta sobre as preocupações que a Covid-19 trouxe para sua comunidade, localizada na Bahia. A conversa faz parte de uma série de entrevistas realizadas pela equipe de CELINA, com jovens brasileiras, sobre o futuro das mulheres no pós-pandemia

(O Globo| 13/08/2020 | Raphaela Ramos)

Desde o início da pandemia, especialistas alertam que as mulheres estão entre os grupos mais vulneráveis aos efeitos da crise gerada pela Covid-19. Por isso, na semana de 10 a 15 de agosto, Celina publica uma série de matérias e entrevistas em que 11 brasileiras — todas entre 18 e 24 anos, pertencentes a regiões e classes sociais diferentes — contam como veem o futuro de sua geração. Elas refletem sobre seus sonhos, preocupações e expectativas, revelando como o novo coronavírus atinge as vidas das jovens mulheres brasileiras.

Acesse o artigo completo no site de origem.

Compartilhar: