Mães da favela: sem renda e sem auxílio do governo, mulheres alimentam suas famílias com doações articuladas pelas comunidades

Compartilhar:
image_pdfPDF

(O Globo | 17/03/2021 | Por Gisele Araújo)

Segundo pesquisa feita pelo Instituto Data Favela, em parceria com  a LocomotivaInstituto Data Favela – Pesquisa e Estratégia e a Central Única das Favelas (Cufa), quase 70% dos moradores de favela não têm dinheiro para comprar comida. O levantamento, feito em fevereiro deste ano em comunidades do país inteiro, revelou ainda que nove a cada dez moradores receberam algum tipo de doação.

Em 2020, o  programa Mães da Favela contemplou com uma bolsa de R$ 240 mensais as mães solo moradoras desses territórios. Cerca de 1,3 milhões de famílias foram atendidas, causando um impacto direto em mais de 5,5 milhões de pessoas em mais de 5 mil favelas de todo o Brasil.

Em 2021, o programa entra em uma nova fase para continuar atendendo a essas chefes de família. De acordo com o presidente nacional da Cufa, Preto Zezé, a saúde, a segurança alimentar e a economia formam o tripé das dificuldades hoje nas favelas.

 

Compartilhar: