Violência midiática afeta autoestima das mulheres

1504
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

(Radioagência Nacional, 04/12/2014) Em sintonia com as reflexões em torno da Campanha dos 16 dias de ativismo contra a violência á mulher , Viva Maria hoje  (4)  vai se ocupar de um tipo de agressão que vitima milhares de mulheres no Brasil e no mundo.

A violência midiatica incute nas mulheres um ideal de beleza inatingível, artificial, mercantilizado. Muitas sucumbem ao apelo da vênus jovem, magra, alta, loira, de olhos azuis e cabelos lisos, e fazem de tudo para alcançar esse objetivo, gastando dinheiro em cremes, xampus, complexos emagrecedores, escovas progressivas e tudo mais que prometa mudar a aparência.

Algumas até comprometem a própria saúde fazendo regimes desumanos e se submetendo a cirurgias que muitas vezes geram resultados nefastos. O caso mais recente aconteceu com a modelo Andressa Urach por causa dos 400 ml de hidrogel que aplicadou em cada uma das pernas.

Andressa Urach teve que ser internada sábado passado e segue em estado grave num hospital de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul , isso porque o produto causou uma infecção e os médicos precisaram colocar um dreno. Andressa deve ficar internada por mais 15 dias.

A psicóloga e escritora Rachel Moreno, autora do livro A beleza Impossivel!, questiona os motivos que levam as mulheres a assumir tal comportamento.

Viva Maria : Programete que aborda assuntos ligados aos direitos das mulheres e outros aspectos da questão de gênero. É publicado de segunda a sexta-feira.

Acesse no site de origem: Violência midiática afeta autoestima das mulheres (Radioagência Nacional, 04/12/2014)

Compartilhar: