18/10/2010 – A cor do voto, por José Roberto de Toledo (Estadão)

370
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

(O Estado de S. Paulo) A pedido de grupos do movimento negro, a variável cor foi incluída na última pesquisa Ibope. Com base nesse levantamento, o intituto apontou que o candidato José Serra (PSDB) tem mais eleitores entre brancos e amarelos (entre os quais tem 5 pontos de vantagem), enquanto Dilma Rousseff (PT) se sai melhor entre pretos e pardos (com 15 pontos a mais).

Segundo José Roberto de Toledo, jornalista especializado em análise de pesquisas de opinião, uma das conclusões mais importantes obtidas com esse recorte é que a preferência de pretos/pardos por Dilma e de brancos/amarelos por Serra “sobrevive ao controle dos resultados pela renda e escolaridade dos eleitores”. Em outras palavras, “há fatores que diferenciam o voto dos dois grupos que vão além das condições socioeconômicas em que vivem”.

Nessa pesquisa, a divisão do eleitorado pelar cor obedece às mesmas categorias e o método de autoclassificação adotado pelo IBGE no Censo 2010. No levantamento do Ibope, os dois grupos correspondem a 46% (brancos/amarelos) e 53% (pretos/pardos) do eleitorado pesquisado.

ibope181010_porcor_porrenda
ibope181010_porcor_porescolaridade
Fonte: Ibope; infográfico AE.

Para Toledo, essa pesquisa “fornece pistas, mas não todos os elementos para explicar a clivagem do voto em função da auto-definição do eleitorado. O conjunto de pesquisas deixa claro, porém, que a cor não é o único fator, nem sequer o principal, para a escolha do presidenciável. O voto é uma combinação da cor, religião, renda, escolaridade, ocupação e local de moradia do eleitor -não necessariamente nessa ordem. Essas variáveis têm pesos diferentes para cada um.”

Acesse a matéria na íntegra e leia a análise das intenções de voto dos dois grupos separadas por níveis de renda, de escolaridade e localização geográfica: A cor do voto, por José Roberto de Toledo (O Estado de S. Paulo – 18/10/2010)

Compartilhar: