ONU Mulheres faz convocatória para sociedade civil participar de grupo assessor – inscrições até 20/04/2020

Compartilhar:
image_pdfPDF

O escritório regional da ONU Mulheres para as Américas e o Caribe faz uma segunda chamada para a renovação parcial de seu Grupo Assessor da Sociedade Civil (GASC) e incentiva as pessoas comprometidas com a igualdade de gênero e o empoderamento das mulheres para que apresentem as suas candidaturas para esse processo e distribuam essa chamada entre as suas redes.

(Nações Unidas Brasil, 14/04/2020 – acesse no site de origem)

O prazo para apresentação de candidaturas se encerra em 20 de abril de 2020. Dentre as sete vagas para renovação parcial, três são destinadas aos países do Cone Sul: Brasil, Argentina, Chile, Paraguai e Uruguai.

O escritório regional da ONU Mulheres para as Américas e o Caribe faz uma segunda chamada para a renovação parcial de seu Grupo Assessor da Sociedade Civil (GASC) e incentiva as pessoas comprometidas com a igualdade de gênero e o empoderamento das mulheres para que apresentem as suas candidaturas para esse processo e distribuam essa chamada entre as suas redes.

As pessoas que apresentaram sua indicação na primeira chamada não precisam apresentar-se novamente, sua candidatura ainda é válida.

O prazo para apresentação de candidaturas se encerra em 20 de abril de 2020. Dentre as sete vagas para renovação parcial, três são destinadas aos países do Cone Sul: Brasil, Argentina, Chile, Paraguai e Uruguai.

Os Grupos Assessores da Sociedade Civil da ONU Mulheres (GASC) são órgãos consultivos estabelecidos nos níveis global, regional e nacional para facilitar consultas eficazes, contínuas e estruturadas entre a sociedade civil e a ONU Mulheres. Constituem um mecanismo institucional para diálogo regular entre a ONU Mulheres e lideranças do movimento feminista e organizações de mulheres sobre prioridades e questões-chave relacionadas à igualdade de gênero.

Entre seus objetivos, o GASC assessora a ONU Mulheres em políticas públicas, processos regulatórios e intergovernamentais e é um canal de consulta à sociedade civil. O GASC é composto por ativistas da sociedade civil eminentemente qualificadas e qualificados, com diversas experiências e conhecimentos sobre as áreas prioritárias da ONU para as mulheres.

Entre alguns dos requisitos, espera-se que as pessoas que se inscrevam tenham uma forte conexão com redes e organizações de mulheres ou feministas relacionadas às áreas temáticas da ONU Mulheres e ampla experiência na promoção da igualdade de gênero e direitos humanos das mulheres. Também é importante ter experiência acadêmica e de pesquisa, além de conhecimento de políticas públicas, legislação e tratados internacionais sobre igualdade de gênero. A participação é pessoal e não remunerada.

Nesta oportunidade, sete (7) pessoas serão selecionadas:
– uma (1) dos países do Caribe que não falam Espanhol;
– duas (2) do México e da América Central;
– uma (1) dos países Andinos (Bolívia, Colômbia, Equador, Peru e Venezuela);
– três (3) do Brasil e do Cone Sul (Argentina, Chile, Paraguai e Uruguai).

Compartilhar: