PRE/SP pede punição a três partidos por desrespeito à cota de gênero

829
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

(Procuradoria Geral da República, 17/07/2014) A Procuradoria Regional Eleitoral em São Paulo (PRE/SP) ajuizou representações contra três partidos que deixaram de promover a participação da mulher na política. A legislação exige que 10% do tempo de propaganda partidária nas emissoras de rádio e televisão seja destinado a esta política afirmativa de gênero.

Na representação contra o Partido Comunista do Brasil (PC do B), o PRE pede que o programa partidário de televisão, a ser veiculado no próximo semestre, seja reduzido em cinco minutos. Em relação ao Partido Popular Socialista (PPS), o pedido é de perda de dez minutos na televisão e dez minutos no rádio. Para o Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), dez minutos na televisão e seis minutos e 40 segundos no rádio.

A PRE também ajuizou representação contra o Partido da República (PR), por desvirtuamento do programa particidário, com a promoção pessoal dos filiados Lino Bispo, Gesofato Vernin e Patrícia Liberato. Pede-se que o partido perca 20 minutos na televisão e 10 minutos no rádio. A legislação veda a defesa de interesses pessoais em programas de partidos.

Acesse no site de origem: PRE/SP pede punição a três partidos por desrespeito à cota de gênero (Procuradoria Geral da República, 17/07/2014)

Compartilhar: