Secretários municipais de SP se manifestam a favor das questões de gênero e raça no Plano Municipal de Educação

762
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

(Pref. São Paulo, 24/08/2015) O que será de São Paulo se não aprender a conviver e respeitar sua diversidade entre 12 milhões que aqui moram e quase 20 milhões que dela se utilizam?

Inovações do governo municipal buscam lidar com esses desafios contemporâneos, por meio da ocupação democrática do espaço público, inclusão e ampliação de direitos. São projetos como o Transcidadania, Centro de Referência para Imigrantes, Guardiã Maria da Penha, Biblioteca Temática Feminista Cora Coralina, adoção de cotas raciais para concursos da administração pública e a ampliação da participação mais inclusiva nos Conselhos Municipais.

A gestão do Prefeito Fernando Haddad inova também ao incluir metas ousadas no Plano Municipal de Educação, em tramitação na Câmara Municipal, como o compromisso de universalizar a demanda pública por creches nesse período. Mas o avanço na educação não pode vir acompanhado de desrespeito e intolerância à diversidade de cada um, sobretudo nos espaços de formação.

Gênero, assim como raça, é uma categoria de análise da sociedade como um todo, não somente das mulheres. Sua contextualização vem da percepção de que as relações de poder e vivências não são naturais, mas culturalmente construídas. Ao invés de se estabelecer formas de comportamento padronizadas para homens e mulheres, é preciso valorizar comportamentos que expressem interesses, talentos, qualidades, traços diversos que compõem as pessoas. A abordagem escolar é fundamental no processo de reprodução ou desconstrução dessa realidade, e um Plano Municipal de Educação para os próximos 10 anos deve considerar essas dimensões. São Paulo tem tudo para mostrar um caminho diferente.

Convidamos a população a refletir sobre o tema, em pauta no plenário da Câmara Municipal de São Paulo. Afinal, há a necessidade sim, de se falar sobre igualdade de gênero e diversidade, de forma a encaramos as desigualdades e, enfim, superá-las.

Alexandre Padilha, Secretário Municipal de Relações Governamentais
Denise Motta Dau, Secretária Municipal de Políticas para as Mulheres
Eduardo Matarazzo Suplicy, Secretário Municipal de Direitos Humanos e Cidadania
Mauricio Pestana, Secretário Municipal da Promoção da Igualdade Racial

Acesse no site de origem: Secretários municipais de SP se manifestam a favor das questões de gênero e raça no Plano Municipal de Educação (Pref. São Paulo, 24/08/2015)

Compartilhar: