SPM debate sobre as políticas de gênero no Conselho Nacional de Assistência Social

Compartilhar:
image_pdfPDF

Na tarde dessa quarta-feira (20), a secretaria de Políticas para as Mulheres, Fátima Pelaes, participou do painel ” O Perfil de usuárias do SUAS no recorte de gênero: Empoderamento das mulheres na participação nas políticas de assistência social”, realizada durante a CCVIII Reunião do Conselho Nacional da Assistência Social, em Brasília.

(SPM/Segov, 21/09/2017 – acesse neste link)

Em sua apresentação, a secretaria Fátima Pelaes, ressaltou a importância da titularidade da mulher ao Bolsa Família, apresentando uma pesquisa realizada pelo IPEA.

A secretaria explicou que a SPM trabalha a política de mulheres de forma transversal, perpassando várias áreas, incluindo a assistência social, que na maioria de suas ações tem um público majoritariamente feminino.

A Assistência Social é um dos braços da Rede Nacional de Atendimento à Mulher Vítima de Violência, com as Casas Abrigo, Centros de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) e os Centros de Assistência Social.

“Precisamos estreitar a parceria para garantir que a política de gênero seja orientador da Rede única de Assistência Social (SUAS)”, propões ao CNAS.

Na reunião foi discutida a proposta de aproximação do Conselho Nacional dos Direitos da Mulher e do Conselho Nacional da Assistência Social.

A secretária Fátima Pelaes apresentou durante a reunião, a Rede Brasil Mulher – uma estrutura de cooperação formada pela integração de parceiros de diversos setores com objetivo de superar a problemática da desigualdade de direitos e oportunidades entre mulheres e homens no Brasil.

“A Rede Brasil Mulher nasce com a proposta de promover a transversalidade entre as diversas áreas e os setores da sociedade. Convido a todos a integrarem nesse propósito. Juntos vamos vencer as desigualdades”, finalizou.

Compartilhar: