SPM participa de solenidade que homenageou mulheres de destaque na defesa dos direitos da mulher e questões de gênero

Compartilhar:
image_pdfPDF

Durante a Sessão Solene de entrega do Diploma Mulher-Cidadã Carlota Pereira Queirós, ocorrida na manhã de hoje (1º) na Câmara dos Deputados, a secretária Especial de Políticas para as Mulheres, Fátima Pelaes, destacou que a homenagem simboliza mais um espaço de reconhecimento da luta das mulheres pelos seus direitos.

“No momento em que pesquisas recentes apontam para aumento em todos os tipos de violência e abusos contra as mulheres, é muito importante a reedição do prêmio que estava suspenso desde 2009, contemplando cinco mulheres que se destacaram por ações em defesa dos direitos da mulher e em questões de gênero no Brasil”, afirmou a secretária.

As homenageadas foram:

–  Amini Haddad Campos, juíza de Direito do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT);
– Tânia Regina Pereira Rodrigues, fundadora da Associação Niteroiense dos Deficientes Físicos (ANDEF) – Niterói/RJ;
– Ministra Cármen Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF);
– Maria da Conceição Dias de Albuquerque, missionária, diretora-presidente da Associação dos Missionários da Solidariedade Lar Amigos de Jesus – Fortaleza/CE; e
– Luiza Helena de Bairros, ex-ministra chefe da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (homenagem póstuma).

Carlota Pereira de Queirós, que dá nome ao prêmio, foi a primeira deputada federal da história do Brasil, eleita pelo estado de São Paulo em 1934. Seu mandato foi em defesa da mulher e das crianças. Participou dos trabalhos na Assembleia Nacional Constituinte, entre 1934 e 1935. Publicou uma série de trabalhos em defesa da mulher brasileira. Ocupou o cargo até o Golpe de 1937, quando Getúlio Vargas fechou o Congresso.

Comunicação Social

Compartilhar: