Brasil está em 66º no ranking de igualdade salarial entre homens e mulheres

130
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

Estudo do banco digital alemão N26 avalia as oportunidades que as mulheres de cem países têm na economia e na política

(Folha de S.Paulo | 01/12/2020 | Ricardo Balthazar (interino), com Filipe Oliveira e Mariana Grazini)

Estudo feito pelo banco digital alemão N26 para avaliar as oportunidades que as mulheres de cem países têm na economia e na política oferece um retrato negativo do Brasil, que não aparece entre os dez países mais bem colocados em nenhuma das categorias examinadas.

Nos aspectos relacionados com o mundo dos negócios, o Brasil alcança seu melhor desempenho na comparação internacional no índice elaborado pelo banco para medir a presença de mulheres em cargos de gerência. O grupo é liderado pela Suécia, e o Brasil ocupa a 22ª posição, com 95,2 pontos numa escala que vai até 100.

No ranking que ordena os países de acordo com a disparidade salarial entre homens e mulheres, o Brasil aparece em 66º lugar, com 88,2 pontos, atrás da
Venezuela e do Quênia. O banco usou estimativas da renda de homens e mulheres a partir de dados do Fórum Econômico Mundial.

Acesse a matéria completa no site de origem.

Compartilhar: