Empresas de tecnologia criam programa para incentivar mulheres a trabalharem na área

909
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

(O Globo, 08/10/2014) Após uma série de grande empresas do Vale do Silício revelarem dados demográficos sobre os seus empregados no início deste ano, as gigantes tecnológicas confirmaram o que muitos já suspeitavam: o setor de tecnologia tem um problema de gênero.

Essas empresas prometeram fazer algo para corrigir esse problema, e, agora, o Facebook, a Box e o Pinterest estão dando o primeiro passo para cumprir a promessa. As três companhias anunciaram, nesta quarta-feira, a criação da WEST (Mulheres Entrando e Permanecendo na Tecnologia), um programa de orientação com o objetivo de incentivar as jovens a seguirem carreiras relacionadas à tecnologia. O programa irá concetar “mulheres em início ou meio de carreira da Baía de São Francisco” da comunidade tecnológica com jovens que queiram entrar no setor. No período de um ano, as mentoras apoiarão suas orientandas individualmente.

“Acreditamos que, trabalhando em conjunto e dando apoio mais direto, proteção e espaço para o desenvolvimento da comunidade, podemos criar um programa de orientação individual de grande impacto, para ajudar as mulheres a construírem carreiras significativas na tecnologia”, diz o comunicado divulgado pelo Facebook.

O programa foi anunciado apenas alguns meses depois de empresas, como o Facebook e o Pinterest, abriram os dados demográficos de seus empregados. A empresa de Mark Zuckerberg informou que 85% de seus cargos em tecnologia eram ocupados por homens; no Pinterest, esse número era de 79%.

Estes números são parecidos com de outras empresas de tecnologia do Vale do Silício, incluindo Google, Apple e LinkedIn. As companhias expressaram a necessidade de mudar a desigualdade de gênero, e, embora muitas delas já trabalhem com organizações femininas, o WEST é o primeiro grande programa a surgir desde que os índices foram divulgados.

“Enquanto o número de vagas na área deve chegar a 1,4 milhão em 2020, o U.S. Census Bureau descobriu que a participação das mulheres em cargos de tecnologia tem, na verdade, diminuído desde a década de 1990. As empresas estão procurando novas maneiras de fazer com que as mulheres se interessem por funções técnicas e permaneçam nelas na medida em que forem avançando em suas carreiras”, definiram as companhias criadoras do WEST.

Acesse o PDF: Empresas de tecnologia criam programa para incentivar mulheres a trabalharem na área (O Globo, 08/10/2014)

Compartilhar: