Mulher, preta, baixa escolaridade: o retrato do desemprego no Brasil

164
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

(G1| 11/03/2021 | Por Daniel Silveira e Guilherme Fontana)

Dados do IBGE mostraram que o desemprego bateu recorde em 20 estados do país no ano passado. Mais da metade dos 13,9 milhões de brasileiros sem trabalho eram do sexo feminino; seis em cada dez (60,0%) se autodeclaravam pretos ou pardos; cerca de 1/3 (35,3%) tinha entre 14 e 24 anos; e quatro em cada dez (40,6%) tinha até o ensino médio incompleto ou equivalente.

Em 2020, a taxa média de desemprego entre os homens foi de 11,9%, enquanto entre as mulheres chegou a 16,4% – uma diferença de 4,5 pontos percentuais (p.p.) – e ficou acima da média nacional (13,5%).

Entre as pessoas autodeclaradas pretas, a taxa foi de 17,2%, enquanto a dos pardos foi de 15,8%, ambas acima da média nacional. Já entre os brancos a taxa foi de 11,5%, 2 p.p. abaixo da média nacional.

Foto: Wagner Magalhães/G1

Acesse a matéria completa no site de origem.

Compartilhar: