21/01/2014 – Caged mostra crescimento da média salarial nas contratações e manutenção da desigualdade de gênero

587
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

(Portal EBC) Além de apontar um saldo positivo de 1,1 milhão de empregos formais criados ao final de 2013, dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados hoje (21) pelo Ministério do Trabalho, mostram crescimento de 2,59% da média salarial no momento da admissão, com relação a 2012. Foi registrada uma média de R$ 1.104,12 em 2013, quando em 2012 a média alcançou R$ 1.076,23.

O Caged aponta ainda que os últimos dez anos apresentaram um crescimento constante nos salários médios de admissão. De 2003, quando a média era R$ 772,58, até 2013, houve um aumento real de 42,91%. Ainda se observa, no entanto, uma diferença entre os salários de homens e mulheres. A média salarial, também de admissão, dos homens, ao final do ano passado, chegou a R$ 1.167,01. O salário médio das mulheres, no mesmo período, alcançou R$ 1.000,36.

Os dados de 2013 também mostram que a média salarial por admissão dos habitantes da Região Sudeste é a mais alta do país, com R$ 1.188,93. A Região Sul ficou em segundo lugar, com uma média de R$ 1.048,69. A Região Nordeste tem a menor média, com R$ 953,09. Em relação à média por estado, São Paulo (R$ 1.254,26) e Rio Janeiro (R$ 1.253,27) apresentam melhores valores do país.

Acesse o PDF: Caged mostra que média salarial na admissão cresceu 2,59% em 2013 (Portal EBC – 21/01/2014)   

 

 

 

 

 

Compartilhar: