Caso Maristela Just: condenado a 79 anos tem recurso em habeas corpus negado

629
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

(STF, 10/02/2015) Foi negado pedido de liberdade a José Ramos Lopes Neto, condenado a 79 anos de prisão pelo homicídio da ex-mulher e tentativa de homicídio dos dois filhos e do cunhado. O julgamento do Recurso em Habeas Corpus (RHC) 122168 foi retomado pelo voto-vista do ministro Luís Roberto Barroso, negando o pedido, acompanhado pela maioria dos ministros. Segundo o relato feito pelo ministro Roberto Barroso, os crimes foram cometidos em abril de 1989, mas em decorrência de “múltiplos recursos”, evidenciando a intenção de procrastinar, somente em julho de 2010 a causa foi a julgamento, com decretação de prisão preventiva, sendo negado o direito ao recurso em liberdade.  O julgamento realizado pela Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF).

Relembre o caso Maristela Just

Acesse a íntegra no Portal Compromisso e Atitude: Caso Maristela Just: condenado a 79 anos tem recurso em habeas corpus negado (STF, 10/02/2015)

Compartilhar: